domingo, 17 de junho de 2007

Radiohead - Ok Computer, 10 Anos Depois


Faz por estes dias 10 anos que foi editado "Ok Computer" dos Radiohead. Não recolhendo a unanimidade dos seguidores no que concerne a ser o mais conseguido trabalho da banda, é sem dúvida um marco na história do rock'n'roll. Já se tinha percebido que os Radiohead não eram apenas mais uma banda britânica. Os anteriores "Pablo Honey" e "The Bends" caracterizavam-se por um som de guitarras carregadas de distorção e letras cheias de angústia e mostravam uma banda com um som bem definido e característico.

"Ok Computer" foi a pedrada no charco do rock'n'roll do final da década de 90. As capacidades musicais de cada um dos elementos da banda são levadas ao extremo - Thom Yorke chegou a afirmar ter perdido a capacidade de tocar guitarra após a conclusão das gravações. Disco complicado e algo inacessível às primeiras audições, acrescenta ao virtuosismo técnico reconhecido dos membros da banda, a utilização de elementos electrónicos, mostrando assim que o rock'n'roll e electrónica são perfeitamente compatíveis.

Este disco fala-nos de loucura, depressão, esquizofrenia, pressa de viver e das relações homem-máquina. Tudo, desde as letras das músicas à forma sui-generis como os instrumentos são explorados obedece a este mesmo conceito. Não é difícil que nas letras de cada canção deste álbum vejamos reflectidos os nossos problemas e as nossas angústias quotidianas, porque elas mais não são do que um reflexo da nossa sociedade e as músicas são a banda sonora perfeita para cada um dos estados de espírito aqui recreados. Como álbum intemporal que é as músicas e letras de “OK Computer” ainda hoje fazem todo o sentido.

Enquanto esperamos ansiosamente pela edição do novo trabalho dos Radiohead nada melhor do que voltar a ouvir “Airbag”, “Paranoid Android”, “Karma Police” ou “Lucky”. Entrtanto e para coleccionadores aqui deixo uma pequena "prenda": 4 dos EP's editados a partir de temas de "OK Computer".

EP's "OK Computer"

Site
MySpace
Wikipédia

1 comentário:

jonny_balboa disse...

Boa review. Só falta mesmo dizer que é o melhor álbum da história da música. :)))

JON