domingo, 4 de novembro de 2007

Boxcutter - Glyphic


Mais um dos lançamentos que vai marcar a semana que agora vai ter início. Terça-feira, dia 6, com o selo da Planet Mu, é editado o segundo álbum do produtor e guitarrista norte-irlandês Barry Lynn, mais conhecido como Boxcutter e que há cerca de um ano e meio atrás em pleno início do boom do dubstep nos havia brindado com um surpreendente registo de estreia de seu título "Oneiric".

Não deixa de ser curioso que "Oneiric" tenha sido lançado na mesma altura que o disco de estreia, homónimo, de Burial e que agora, em finais de 2007, ambos editem os seus segundos discos na mesma semana, ainda para mais quando ambos têm algo em comum o facto de as suas sonoridades, apesar de identificadas com o dubstep, irem muito para além deste, centrando-se na pesquisa de novos caminhos alternativos para a música electrónica.

Em "Glyphic" Boxcutter brinda-nos com mais uma interessante síntese entre dubstep e IDM, cheia de referências musicais que vão desde o jazz (Barry Lynn é fã confesso de John Coltrane) à música de carácter mais experimental de Richard D. James vulgo Aphex Twin.

Um disco a ser escutado com a devida atenção.



MySpace | Last.fm | Planet Mu

1 comentário:

sir disse...

bom álbum, nuances idm/dubstep!
...atenção é o "essencial" para esta audição !!!