quarta-feira, 27 de junho de 2007

The White Stripes - Icky Thump


"Icky Thumb" é o título do sexto álbum de originais dos White Stripes, banda originária de Detroit e formada por Meg White (bateria e voz) e Jack White (guitarra e voz), este uma das figuras mais marcantes do actual panorama do rock'n'roll devido ao seu papel não só nos White Stripes, mas também nos Racounters.

Com inspirações tão dispares como o punk, o folk ou os blues, o seu som low-fi caracteriza-se pelo minimalismo. A simplicidade na composição e nos arranjos são imagens de marca desta banda que é um dos estandartes do revivalismo do garage rock.

Depois de um extremamente bem sucedido álbum em 2003 "Elephant" que lhes valeu dois grammy e que os atirou para a frente de um movimento onde pontificam bandas como os Strokes, Yeah Yeah Yeahs oo Kills, os White Stripes lançaram um menos bem conseguido Get Behind me Satan (2005) que deixou no ar a possibilidade de o filão se estar a esgotar, esse facto e o cada vez maior empenho de Jack White no seu outro projecto "Racounters" levaram mesmo a que se tivesse alimentado o boato do final dos White Stripes.

"Icky Thump" aí está. Não só para desmentir o boato, mas também para comprovar que os White Stripes se recomendam. Este disco está à altura de "Elephant": garage rock simples e directo em que temas como "Torrential Outpour Blues", "Bone Broke", "Conquest", "Prickly Thorn, But Sweetly Worn" e o tema título "Icky Thump" são completamente viciantes.

Este álbum tem ainda a curiosidade de ter sido lançado em formato pen drive de 512Mb, no formato formato Apple Lossless. Foram feitas 2 edições especiais de 3333 unidades cada uma com uma caricatura de Meg ou Jack White.

Site
MySpace
Wikipédia

1 comentário:

Matilde. disse...

concordo com tudo o que dizes (o que não é muito complicado) excepto numa coisa, o get behind me satan foi muito bem conseguido.

poderá ser fugido dos canones anteriormente impostos pelos WS. a marimba ali no meio era sem duvida um elemento muito hmmm inesperado, no entanto, foi dos que mais contribui para fazer do GBMS um marco na carreira dos WS.

embora um ponto de viragem efemero, porque ja neste icky thump eles voltaram às suas raizes (catch hell blues um optimo exemplo disso mesmo) penso que foi mesmo muito eficiente. The Nurse, My Doorbell, Take Take Take são musicas que nunca deixarão o meu repertório de músicas preferidas dos WS.